Na noite de Halloween, um asteroide gigante vai passar relativamente junto do nosso planeta. A NASA revelou que às 21:05, do dia 31 de outubro, o asteroide 2009 FD vai passar a 480.000 km da terra.

O asteroide é conhecido tecnicamente como TB145, tem cerca de 400 metros de largura e desloca-se a 35 km/s. Apesar da distância do corpo celeste à terra ser relativamente próxima em termos espaciais, semelhante a 1,3 da distância entre a Lua e a Terra, a NASA garante que não há perigo de colisão nem razões para alarme.

"A influência gravitacional do TB145 é tão pequena que não terá efeitos detectáveis na Lua, nas placas tectónicas ou nas marés da Terra", explicou a Nasa em comunicado.


De acordo com Paul Chodas, diretor do Centro para Estudo dos Objetos Próximos da Terra do Laboratório de Propulsão a Jato da NASA, o asteroide não poderá ser visto a olho nu.

"Será preciso pelo menos um pequeno telescópio para vê-lo".


Segundo a NASA, esta é uma excelente oportunidade para ver um corpo celeste, uma vez que algo semelhante só voltará a acontecer em 2027.

A agência espacial norte-americana pretende obter imagens de radar do TB145 e analisar a superfície para perceber se o asteroide tem ou não uma lua, o que permitirá perceber com mais detalhe a massa e a densidade.