Especialistas israelitas anunciaram esta terça-feira ter resolvido “um dos maiores mistérios arqueológicos de Jerusalém” ao descobrirem uma antiga cidadela grega, Acra, debaixo de um parque de estacionamento.

Há mais de um século que o local exato de Acra intrigava os arqueólogos. A fortaleza foi mandada construir pelo imperador selêucida Antíoco IV Epifânio (215-164 aC) para controlar Jerusalém e o seu antigo templo judeu.

O templo foi arrasado pelos romanos no ano 70 (dC) e no local foram construídos, séculos depois, dois locais sagrados para os muçulmanos, o Domo da Rocha e a mesquita Al-Aqsa (na chamada Esplanada das Mesquitas).

Acra é uma cidadela mencionada tanto no Livro dos Macabeu como nos escritos do historiador Flávio Josefo, no século primeiro antes de Cristo, mas a sua localização exata não era conhecida até hoje.

A equipa de investigadores liderada por Doron Ben-Ami realizou escavações debaixo daquilo que, há uma década, era um parque de estacionamento.

Os arqueólogos descobriram pedras de uma grande parede, a base de uma torre, um aterro em declive para fins defensivos, e ainda artefatos como moedas e de jarras de vinho, que terão pertencido ao tempo de Antíoco.