A Agência Espacial Europeia e o consórcio Arianespace assinaram um contrato para o lançamento de 12 satélites que completarão a constelação Galileo, o sistema europeu de navegação via satélite, anunciou hoje a empresa.

Os lançamentos, que começarão no próximo ano, serão feitos num foguetão Ariane 5 ES, que tem a capacidade de transportar quatro satélites em cada voo, refere um comunicado da sociedade Arianespace.

O contrato foi assinado em Kourou, na Guiana francesa, onde se situa a base de lançamento da Arianespace. Para hoje estava previsto o lançamento de mais dois satélites, a partir da Guiana Francesa, mas foi adiado devido às «condições meteorológicas desfavoráveis», anunciou a sociedade.

«Uma nova data de lançamento será marcada em função das condições meteorológicas em Kourou», acrescentou a empresa espacial europeia em comunicado.

No nono lançamento a partir do centro espacial guianense, um foguetão russo «Soyuz» deve colocar em órbita dois novos satélites Galileo e permitir à Europa acelerar a aplicação do sistema de navegação europeu, concorrente do norte-americano GPS.