O chefe executivo da Apple, Tim Cook, chamou a atenção dos benefícios do novo smartwatch que tem como principal objetivo promover a saúde dos utilizadores e acabar com o sedentarismo. A entrevista, realizada na Califónia, pretendia esclarecer as dúvidas dos presentes sobre vários temas.

O produto estará disponível ainda em 2015 e inclui, para além das anteriores aplicações, um alarme que lembra os utilizadores que estão pouco ativos e precisam de se mexer.

«Se ficar sentado por muito tempo o relógio toca literalmente no pulso de modo a lembrar ao utilizador que tem de se levantar e mexer, isto porque muitos médicos afirmam que estar sentado é o novo cancro. Dez minutos antes da hora, o relógio lembra que está a chegar a hora de se mexer. Na Apple, temos muitas pessoas a usar o relógio e dez minutos antes da hora levantam-se todos de repente. Demorou um pouco para nos habituarmos, mas é muito giro», afirma Tim Cook.


Quando foi lançado, em abril, o relógio tinha muitos concorrentes no mercado mas o diretor executivo sempre se mostrou otimista. «Os produtos já existentes não mudaram nada na vida das pessoas...uma das maiores surpresas do nosso smartwatch é a amplitude daquilo que é capaz de fazer».

Cook falou também sobre o crescente negócio na China, que muitos consideraram não viável, devido ao baixo preço dos smartphones nacionais comparativamente com o iPhone.

«Vários foram os que disseram que precisámos de fazer algo de diferente na China para podermos competir. Isso é besteira. Toda a gente quer qualidade. Nem toda a gente pode pagar por ela, mas existe um grande mercado lá», garante o diretor executivo.


A empresa anunciou ainda que pretende construir uma central de energia de 1.300 hectares de painéis solares para fornecer energia aos escritórios e lojas da Califónia. Um projeto que terá o custo de 850 mil dólares, cerca de 750 mil euros.

«Na Apple sabemos que as alterações climáticas são reais. A altura de falar já passou, agora está na hora de agir. Todos os nossos estabelecimentos terão energia renovável. É a coisa certa a fazer tanto a nível social como financeiro», acrescenta Tim Cook.