Quem estiver atento e reparar nos anúncios do iPhone6 irá notar que se vê sempre a mesma hora nas imagens: 9:41. Ora, visto que se trata de material de marketing de uma empresa preocupada com o design e a imagem, tal facto não é uma coincidência.
 
A razão para tal decisão surgiu em janeiro de 2007, quando Steve Jobs anunciou o iPhone. O então CEO da Apple, que entretanto morreu, estava na Macworld Conference & Expo, em São Francisco (EUA), e subiu ao palco às nove da manhã.
 
«Este é o dia que estou a ansiar há dois anos e meio. De vez em quando, surge um produto revolucionário que muda tudo. Hoje a Apple vai reinventar o telemóvel», disse Jobs, a certa altura na sua apresentação. No ecrã atrás de si apareceu uma fotografia do primeiro iPhone, eram 9:42.
 
Precisamente por isso, o departamento de marketing da Apple decidiu que a hora que iria aparecer, nos anúncios, nos ecrãs dos iPhones seria 9:42. Assim os telemóveis ficavam relacionados com Steve Jobs para sempre.
 
A tradição continuou, tal como outras legacias de Jobs, cada vez que se lançou um produto da Apple.
 
«Elaboramos as apresentações dos novos lançamentos para que a grande revelação do produto aconteça no final dos 40 minutos da exposição. Quando a imagem do produto aparece em grande no ecrã, queremos que a hora que aparece seja próxima à hora real nos relógios da audiência. Mas sabemos que não vai ser exatamente aos 40 minutos, por isso, para o iPhone, criámos os 42 minutos. Acabámos por ser bastante precisos na estimativa e para o iPad decidimos os 41 minutos », explicou Scott Forestall, o executivo da Apple.

Agora não são apenas os iPad que mostram as 9:41, mas também o iPhone 6. Scott Forestall não explicou o porquê da mudança nos iPhones, mas será provavelmente para aparecer a mesma hora em todos os dispositivos da Apple.