Uma nova aplicação está a mostrar que é possível reinventar qualquer história e fazer com que continue original. A app “Mr. Quin” promete dar uma nova vida aos contos de Agatha Christie, publicados há mais de 95 anos.

A nova geração vai ter acesso aos contos do livro “O Misterioso Mr. Quin”, escrito em 1930, de uma forma totalmente nova: através de mensagens, fotos e vídeos partilhados no feed das redes sociais.

A aplicação vai, pela primeira vez, levar aos smartphones e aos tablets um drama digital, onde as personagens interagem a partir do Twitter.
 

“Todas as personagens contam as suas histórias nas redes sociais, por isso, as pessoas podem ‘voyeuristicamente’ olhar para os seus mundos enquanto a história se está a desenrolar. Chamamos-lhe um streaming de entretenimento e os utilizadores, literalmente, usam os polegares para fazer scroll na timeline”, explicou Kevin Moss, um dos responsáveis pela criação da app.


E não só. A audiência pode também participar no desenvolvimento dos contos, fazendo publicações no feed, comentando posts e recebendo mensagens dos protagonistas.

O projeto da Agatha Christie Productions e da TELL traz desta forma a obra de ficção para um cenário contemporâneo.

A história começa com o convite para uma festa na casa de campo da socialite Satterthwaite, interpretada pela atriz Rebecca Scroggs. Contudo, o cenário torna-se misterioso quando Mr. Quin, a quem Gethin Anthony dá vida, faz um live blogging do envento, falando do suicídio de um dos amigos dos convidados, cinco anos antes.





De acordo com a Reuters, para dar realismo às cenas, todas as filmagens foram gravadas com GoPros e iPhones.
 

“Qualquer mistério onde há dúvida de quem foi o autor é sempre interessante. Tem-se sempre uma opinião. Desta maneira pode-se partilhá-la ativamente”, disse a protagonista.