O criador do Facebook foi «tramado» pela sua própria invenção. No dia em nasceu a sobrinha de Mark Zuckerberg, o post que estava em destaque no seu Facebook, como «história principal», era o aniversário de um colega. Zuckerberg quis saber o motivo, escreve o jornal «Business Insider».

Segundo a revista Wired, o segredo do sucesso que tornava o aniversário do colega como a «notícia do dia» estava numa palavra: «Parabéns». A palavra foi escrita muitas vezes, por muitas pessoas, levando o post a ser «impulsionado». Esta é, normalmente, uma palavra usada em grandes acontecimentos da vida como, por exemplo, um casamento, o nascimento de um bebé ou um novo emprego.

E, na realidade, é isso que o Facebook deseja que apareça nas histórias principais dos feeds. As coisas a que damos mais valor.

O próprio Mark Zuckerberg explicou à revista Wired que «todos os dias estão a ser realizados testes para perceber como tornar o feed mais envolvente. Usamos métricas quantitativas que contabilizam os "likes", os "cliques", as "partilhas", entre outras atividades, para perceber se uma história é boa. Mas também temos um sistema qualitativo, que permite ao utilizador reorganizar o feed com aquilo que considera mais importante».

Mas o sistema ainda não é perfeito e a verdadeira «notícia do dia» de Zuckerberg, o nascimento da sobrinha, não tinha direito a destaque no Facebook do tio.