A sonda Curiosity da NASA permitiu descobrir que o solo de Marte é composto por cerca de 2% de água, o que dá esperança de hidratar os humanos que um dia explorem o planeta vermelho, anunciaram hoje os cientistas.

«Nós víamos Marte como um deserto muito seco e embora isto não seja a quantidade de água que encontramos no solo da Terra (...) é substancial», disse hoje Laurie Leshin, o principal autor do estudo publicado na revista Science.

Segundo o mesmo cientista, em 0,03 metros cúbicos de solo marciano, o que corresponde aproximadamente a um bloco com um pé de largura, altura e profundidade, é possível obter 0,47 litros de água.

Para já, nenhuma agência espacial tem planos para mandar humanos a Marte, mas os Estados Unidos já disseram que pretendem fazer chegar lá os primeiros seres humanos por volta de 2030.

Sinais de água no planeta vizinho da terra não são uma novidade, mas a mais recente evidência vem de um conjunto de 10 dos mais sofisticados instrumentos alguma vez enviado para vasculhar a superfície de Marte, a bordo da sonda Curiosity, que aterrou no planeta em 2012.