A AFNIC, associação francesa que mantém os domínios «.fr» e autoriza outras organizações a venderem nomes dos mesmos, colocou todos os pedidos WHOIS a exibir a mensagem «Je suis Charlie».
A associação sem fins lucrativos deixou no Twiiter, depois do ataque às instalações do «Charlie Hebdo» que matou 12 pessoas, uma homenagem às vítimas e uma declaração em que reafirma o seu total compromisso com a liberdade de expressão.
A mensagem, que se tem tornado viral, surge com um grafismo junto dos resultados normais, quando a busca WHOIS - destinada a consultar informações sobre os proprietários, contactos e DNS- é feita com os domínios terminados em «.fr», «.re», «.tf», «.wf», «.pm» e «.yt». 


 
 A associação também mudou a sua imagem de perfil do site para «Je suis Charlie».