archaeornithura meemannae

 

Os investigadores da Academia de Ciências da China encontraram os exemplares fossilizados numa rocha e  transportaram-nos para o Museu de História Natural de Shandong, para os colaboradores de ambas as instituições os avaliarem.

As conclusões foram publicadas esta terça-feira na revista "Nature".

"Os investigadores usaram um martelo para abrir fendas na rocha e encontraram ossos lá dentro. Trouxemos os ossos e também partes da rocha para o museu para poderem ser estudados", explica Min Wang, investigador da Academia de Ciências da China em entrevista ao "The Guardian". 

"As penas são realmente lindas. É incrível como ficaram tão bem preservadas ao longo de 130 milhões de anos", afirma Wang. 

archaeornithura

"Pode ver-se a forma das penas nas asas. Elas têm uma forma curvada como as asas de avião que gera a sustentação", afirmou o paleontólogo da Universidade de Southampton, Gareth Dyke.

"Todas as aves vivas pertencem a um grupo chamado ornithuromorpha, cujas mais antigas espécies conhecidas têm 125 milhões de anos. Esta nova ave foi descoberta em depósitos com mais de 130 milhões de anos, o que nos leva a um recuo de tempo de pelo menos cinco milhões de anos", explicou Wang. 

archaeopteryx archaeornithura