A falta de sono aumenta no sangue um sinal químico que amplifica o gosto por comida e, em particular, por lanches doces e salgados ricos em gordura, segundo um estudo hoje divulgado na revista Sleep.

O estudo, sobre a relação entre a privação de sono e o aumento de peso, foi realizado entre 14 jovens saudáveis voluntários, que quando privados de sono tinham preferência por comer biscoitos, caramelos ou batatas fritas, alimentos que os cientistas consideraram como “gratificantes”.

Os jovens comeram aquele tipo de alimentos apesar de apenas duas horas antes terem ingerido comida que satisfazia 90% das suas necessidades calóricas diárias.

Segundo um autor do estudo, o endocrinologista da Universidade de Chicago, Erin Hanlon, os investigadores descobriram que "a falta de sono estimula um sinal que aumenta o aspeto hedonista à ingestão de alimentos ou seja prazer e satisfação através dos alimentos".