A empresa Critical Software, de Coimbra, está a desenvolver programas informáticos de controlo para as missões da Agência Espacial Europeia (ESA) a Marte e ao Sol, a serem lançadas em 2016 e 2017, respetivamente.

A empresa ganhou «dois contratos» para a realização de software de controlo dos satélites «Solar Orbiter» e «Trace & Gas Orbiter», da ESA, estando o projeto já em andamento.

O «Solar Orbiter» tem como objetivo recolher informação relativa ao Sol e o «Trace & Gas Orbiter» pretende mapear fontes de gás metano emanadas pelo planeta Marte.

«Estamos envolvidos em todas as missões da ESA», frisou Paulo Guedes, responsável da empresa pelo desenvolvimento de negócios no sector do espaço, relembrando que essa ligação acontece desde 2004, aquando da missão «Galileu», sendo esta a área tradicional da Critical Software.

A Agência Espacial Europeia lançou no dia 22 de novembro três satélites designados como «o enxame», para estudar o campo magnético da Terra, onde a Critical também participou na «validação do software» dos satélites, verificando que «tudo estava de acordo com os standards da ESA», explicou Paulo Guedes.

Para além da verificação do software, a empresa portuguesa também esteve envolvida na construção em Darmstadt, na Alemanha, do simulador operacional, «responsável pelo treino dos operadores da ESA» que gerem a operacionalidade do satélite.