Uma falha deixou a descoberto os dados de utilizadores de uma aplicação de realidade virtual para pornografia. Segundo a BBC, 20 mil nomes e emails de utilizadores da app SinVr ficaram expostos, numa falha descoberta pela empresa de cibersegurança britânica Digital Interruption.

Confrontada com a falha, a empresa responsável pela aplicação agradeceu o alerta e prometeu melhorar a segurança.

"Tudo junto, foi uma tremenda lição. Continuando, estamos confiantes na nossa capacidade de parar ataques semelhantes e vamos continuar a usar um serviço profissional de segurança para auditar o nosso sistema".

No entanto, a falha foi tornada pública pela Digital Interruption depois da SinVR ter ignorado os emails de alertas para as falhas. A empresa britânica, que tem analisado a segurança de vários sites pornográficos, revela ainda que conseguiu aceder aos dados de todas as pessoas que tinham conta na app assim como de todos os que pagavam os conteúdos através do PayPal. 

Enquanto os nomes e os emails dos utilizadores foram divulgados, as passwords e os dados dos cartões de crédito não.

Em 2016, os piratas colocaram a nu 400 milhões de contas em sites pornográficos.

O SinVR é um jogo de realidade virtual de pornografia que permite aos utilizadores explorar vários ambientes e interagir com várias personagens virtuais.