A Google afirmou esta quinta-feira que as suas inovações e desenvolvimento dos produtos "aumentaram o poder da escolha dos consumidores" na Europa e "promoveram a concorrência", depois de Bruxelas ter aprofundado as investigações à tecnológica.

A Comissão Europeia aprofundou as investigações à Google, que alegadamente estará a abusar da sua posição dominante para "favorecer sistematicamente o seu serviço de comparação de preços nas páginas de resultados de pesquisa".

Acreditamos que as nossas inovações e os desenvolvimentos dos nossos produtos aumentaram o poder de escolha dos consumidores europeus e promoveram a concorrência", afirmou fonte oficial da Google.