Em sete anos de funcionamento, o WhatsApp conquistou mais de mil milhões de utilizadores em todo o mundo. Parte do sucesso desta aplicação de conversação em tempo real deve-se à capacidade e versatilidade da sua utilização em modelos de smartphones e sistemas operativos diferentes.

Numa publicação na página da aplicação, foram revelados os planos a médio prazo que irão inviabilizar a sua utilização em muitos equipamentos, nomeadamente os que ainda usam sistemas operativos mais antigos.

"Olhando para o futuro, e foco nos próximos sete anos, queremos concentrar os nossos esforços nos sistemas operativos e smartphones que a maioria das pessoas utilizam. Logo, até o final de 2016, não vamos oferecer suporte para o WhatsApp para a BlackBerry, incluindo BlackBerry 10, o Nokia S40, Nokia Symbian S60, Android 2.1 e Android 2.2 e o Windows Phone 7.1."

A decisão é justificada pela antiguidade e a limitação destes equipamentos e sistemas operativos. O WhatsApp explica que estes são arcaicos e “não permitem a expansão e melhorias desejadas para a aplicação” considerando as necessidades atuais e os projetos futuros.

"Esta foi uma decisão difícil, mas foi certa para que pudéssemos oferecer melhores maneiras de manter contato com família, amigos e entes queridos através do WhatsApp”, acrescentou a empresa. 

 

Se tiver um destes equipamentos e quiser continuar a utilizar a aplicação, terá de trocar por um mais recente até ao final do ano.

A WhatsApp surgiu em 2009 como uma starup de tecnologia fundada em Silicon Valley. Em 2014, o Facebook comprou o Whatsapp por 11,6 mil milhões de euros em dinheiro e ações.