As taxas Euribor, praticadas nos empréstimos interbancários, mantiveram esta segunda-feira a tendência descendente, registando novos mínimos, de acordo com os dados divulgados pela Federação Europeia dos Bancos, citados pela agência Lusa.

A taxa Euribor a três meses, uma das indexantes do crédito à habitação em Portugal, desceu 0,014 pontos percentuais para 1,811 por cento, o nível mais baixo de sempre pela décima segunda sessão consecutiva, segundo a federação que publica este «fixing» diário.

A taxa a seis meses, principal indexante do crédito hipotecário, caiu 0,014 pontos percentuais para 1,919 por cento.

A taxa a 12 meses recuou 0,008 por cento para 2,025 por cento.

As Euribor são fixadas pela média das taxas às quais um conjunto de bancos está disposto a emprestar dinheiro no mercado interbancário.

O mercado está a antecipar novas baixas das taxas de juro do Banco Central Europeu (BCE), cuja principal taxa directora está actualmente nos 2 por cento.