Numa altura em que se prepara para apresentar o primeiro camião elétrico, a Tesla registou uma patente que irá permitir reduzir para apenas quinze minutos a troca das baterias dos seus carros

Ora, como a indústria automóvel é das mais competitivas, a Tesla decidiu patentear a ideia, para evitar que a mesma seja copiada pela concorrência.

A patente registada pela Tesla descreve uma estrutura que eleva o carro de forma a dar um acesso rápido à zona em que as baterias estão colocadas. O objetivo é otimizar o processo para ser o mais rápido e eficiente possível.

Esta não é a primeira vez, no entanto, que a Tesla apresenta algo assim. Já em 2013, a fabricante norte-americana tinha apresentado planos para uma estrutura semelhante, mas que acabaram por não ir para a frente porque a empresa optou por apostar nos "superchargers", os seus pontos de carregamento rápido.

Na altura, a ideia era reduzir para 90 segundos a troca das baterias; algo bastante longe dos 15 minutos agora apresentados.

Com este novo sistema, a empresa  de Elon Musk poderá reforçar a sua presença em locais onde não consegue fazer o carregamento direto de baterias ou para servir de alternativa aos "superchargers", em situações em que os utilizadores necessitem de uma solução ainda mais rápida.