A China construiu o supercomputador mais rápido do mundo recorrendo apenas a ‘microchips' fabricados no país, conseguindo posicionar-se assim pela primeira vez no topo da indústria sem utilizar tecnologia norte-americana, revelou esta segunda-feira uma pesquisa.

O Sunway TaihuLight é duas vezes mais rápido do que o anterior recordista, que foi fabricado na China com chips da firma norte-americana Intel, indicou o estudo Top500, publicado no portal supercomputadores com o mesmo nome.

Com 167 supercomputadores, o país asiático ultrapassou também os EUA pela primeira vez em número total daquelas máquinas - nos Estados Unidos há 165 - indica a pesquisa.

"Não é baseado em qualquer outro [supercomputador]. Foi construído por eles. É um sistema com processadores chineses", afirmou, ao Bloomberg, Jack Dongarra, professor na Universidade do Tenessee e criador do método usado para classificar os supercomputadores no TOP500.

O supercomputador está instalado no Centro de Supercomputadores em Wuxi, província de Jiangsu.