Massive Attack, Chic, Neneh Cherry e Richie Hawtin são alguns dos principais artistas que participam, entre 12 e 14 de junho em Barcelona, na 21ª edição do festival de música eletrónica Sonar, segundo informaram os organizadores à Lusa.

O leque de artistas da edição deste ano, onde estarão mais de 100 artistas confirmados, inclui ainda Lykke Li, Röyksopp & Robyn, Todd Terje e Trentemøller, Caribou, Rudimental, Four Tet e Woodkid.

Um dos espetáculos mais esperados é do grupo lendário Chic, responsável por alguns dos temas mais «dançáveis» da história, como «Le Freak» e cujo líder, Nile Rodgers foi produtor do último disco dos Daft Punk.

O funk e o hip hop estarão representados por nomes como Kid Koala, Vinyl Vaudeville 2.0 yeDâm-Funk, esperando-se ainda as participações de Spoek Mathambo e do Fantasma, o grupo de músicos sul-africanos.

O novo espetáculo dos britânicos Massive Attack, desenhado por Robert Del Naja, é um dos cabeças de cartaz da edição deste ano.

Dez anos depois da sua última passagem pelo Sonar, os Massive Attack continuarão a apostar na exploração audiovisual da propaganda política e da influência tecnológica, numa edição em que se destacam, entre outros, Richie Hawtin, mais conhecido como Plastikman.

Plastikman que leva a Barcelona o seu único concerto na Europa, com duas versões, uma durante o Sonar Dia, intitulada «Objekt», e outra, no palco do Sonar Noirte, intitulada «Richie Hawtin I Close».

Em estreia na edição deste ano estará também um novo projeto de clubbing, Despacio, com James Murphy e 2manydjs e som e tecnologia da marca McIntosh.

Trata-se de sessões «non-stop» de 6 horas de duração num espaço exclusivo com uma capacidade máxima de 1.200 pessoas e onde o sistema de som estará colocado de forma circular ao redor da pista.

Mais do que o conceito de concerto, explicam os organizadores, é preservar e promover a experiência do conceito de clubbing.

Em Barcelona, o festival decorre a 12, 13 e 14 de junho e as entradas estão já à venda a preços que rondam os 150 euros.