O pai das três crianças portuguesas mortas este sábado num acidente de viação em Zamora, Espanha, já está livre de perigo, mas ainda em estado grave. Os corpos dos três menores deverão ser trasladados ainda hoje para Portugal. O funeral está marcado para esta terça-feira de manhã no concelho de Murça, terra natal da família.
 
O português que sobreviveu ao acidente de viação já saiu dos cuidados intensivos do Hospital Virgen de la Concha, em Zamora, e está a recuperar na enfermaria.

A criança francesa de 13 anos, que acompanhava a família portuguesa, também sobreviveu ao acidente e sofreu ferimentos ligeiros. Esta segunda-feira já deixou o Hospital Virgen de la Concha.
 
Os corpos de Sandro, Guilherme e Beatriz de 4,11, e 12 anos já foram trasladados para Portugal, disse fonte da embaixada portuguesa em Madrid à Lusa. O funeral está marcado para terça-feira de manhã no cemitério de Murça, terra natal da família.
 
O pai e os três filhos que viviam em Toulouse, Grança, viajavam para a aldeia de Varges, no concelho de Murça, que já fez cancelar as festas que estavam marcadas para o próximo fim de semana.
 
O choque frontal entre o carro ligeiro e o pesado de mercadorias deu-se perto da fronteira com Portugal, na nacional 122, na província espanhola de Zamora, já quase na fase final da viagem.
 
O Jornal de Notícias adiantou que a mãe das crianças, separada do pai e também a residir em França, viajava noutro carro poucos quilómetros atrás e que por pouco não assistiu ao acidente.
 
O carro em que as crianças vinham, um Opel Zafira, colidiu com um camião carregado de pneus, que se incendiou, embora o condutor do pesado tenha saído ileso. O condutor do camião, que se dirigia para a Holanda, é também de nacionalidade portuguesa.