O projeto arrancou em 2012, por iniciativa de Garry Mercer, inglês a viver na Zambujeira do Mar há 12 anos, que procurava um produto que pudesse ser considerado um "vinho seco", como o rosé, e não um licor, à semelhança de muitas bebidas alcoólicas de morango já produzidas, "mais doces".





De acordo com Garry Mercer, "não há ingredientes secretos" nesta bebida, cujo processo de produção é "similar" ao do vinho, com uma duração, desde a colheita até ao produto acabado, de três a quatro meses.





Para já, a bebida, que não pode ser designada de vinho por imposição legal, tem sido apreciada apenas pelos "amigos".







"A bebida nasceu de uma ideia. Eu gosto, 95% dos meus amigos que provaram gostam e espero que outros também gostem. Depois, logo se vê", concluiu.