O forte vento registado, esta quarta-feira, na zona do Aeroporto Cristiano Ronaldo, na Madeira, já obrigou ao cancelamento de voos, de acordo com fonte da infraestrutura, tendo já sido registada uma rajada de 113 quilómetros/hora no local.

"Neste momento [10:00] temos quatro voos cancelados devido ao vento que se faz sentir", informou a mesma fonte, referindo-se às aterragens na Madeira.

Três voos da companhia aérea TAP foram cancelados – um proveniente do Porto (com chegada às 07:55) e dois de Lisboa (09:45 e 11:00).

Foi também cancelado um voo da companhia Easyjet proveniente de Lisboa. Outro avião oriundo de Genebra divergiu para o Porto.

A única aeronave que conseguiu até àquela hora aterrar na pista da Madeira foi o avião da Aerovip que faz as ligações inter-ilhas na região.

Em relação às partidas, apenas descolou um avião da TAP com destino a Lisboa.

Os dados do Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA) relativos à estação no aeroporto referem que às 06:20 se registou uma rajada de 113 quilómetros/hora naquele local.

Aviso laranja em toda o arquipélago

O IPMA colocou o arquipélago da Madeira sob aviso laranja (o segundo mais grave) devido às previsões de agitação marítima e vento, podendo as ondas atingir os 6,5 metros na costa norte da ilha da Madeira e na ilha do Porto Santo.

As rajadas podem chegar aos 130 quilómetros/hora nas zonas montanhosas, situação que se deverá manter até ao final da noite. No Pico do Areeiro, gelo e granizo obrigaram ao corte de estradas e a Proteção Civil pede à população que não se dirija para a montanha.

A Porto Santo Line, concessionária do “Lobo Marinho”, navio que assegura as ligações entre as ilhas da Madeira e Porto Santo, já tinha cancelado a viagem programada para hoje por considerar que "não estão reunidas as condições de segurança para a embarcação e os passageiros".