aeroporto da Madeira continua condicionado devido ao vento forte, "mas a situação tende a normalizar ao longo dia de hoje, até porque o vento diminuiu significativamente", disse à TVI24 fonte oficial da ANA - Aeroportos.

A mesma fonte revela que ontem ainda foram cancelados 59 voos, no total, o que afetou oito mil passageiros. No conjunto, entre sexta-feira e o final desta segunda-feira, foram cancelados 160 voos e houve 22 mil pessoas afetadas.

Esta manhã, o primeiro voo que partiu em direção ao Funchal foi o da easyJet. A fila no balcão da TAP, com destino à ilha da Madeira, começava também a ceder, segundo comprovou no local a jornalista da TVI.

Apesar de a Madeira e toda a faixa costeira ocidental estarem, entre hoje e quarta-feira, sob 'aviso amarelo', devido à previsão de vento forte com rajadas da ordem dos 80 quilómetros por hora, as abertas vão permitindo a aterragem de aviões que estão, também, a consentir a saída dos mesmos.

Até às 09:15 de hoje, sete aviões fizeram-se à pista do aeroporto Cristiano Ronaldo com êxito, inclusive uma aeronave proveniente das Canárias que desde sábado, dia cinco, tem deixado passageiros em terra e o avião cargueiro que desde há duas semanas tem feito o transporte de bens entre o continente e a Madeira, noticia a Lusa.

No entanto, mantêm-se cancelados um voo da Transavia com destino a Paris, disse ainda à TVI24 a mesma fonte da ANA. Cancelado foi também o voo, das 9:30 da TAP, com destino ao Funchal.