A GNR deteve um homem suspeito da prática de um crime violência doméstica sobre a sua companheira na via pública, na Batalha, distrito de Leiria, anunciou esta quinta-feira a Procuradoria da Comarca de Leiria.

Segundo informação disponível no sítio na Internet da Procuradoria, pelas 23:30 de terça-feira “o arguido encetou uma discussão com a sua companheira, com quem reside há cerca de três anos, tendo injuriado a mesma”.

“De seguida, desferiu-lhe um murro, atingindo-a no olho do lado direito e apertou-lhe com violência o pescoço, sufocando-a, ao mesmo tempo” que a ameaçava de morte, adianta o Ministério Público (MP).

O MP refere que “devido a esta conduta a ofendida perdeu os sentidos, caindo no chão e batendo com a cabeça”, tendo o arguido, em “ato imediato”, colocado a sua viatura a trabalhar “visando ir em direção ao local onde a ofendida se encontrava prostrada no chão”.

"Neste contexto, uma amiga do casal colocou-se de pé entre o veículo e a ofendida”, explica o MP, esclarecendo que o arguido tornou a dirigir-se à vítima, que agrediu com “murros e bofetadas na cabeça”, tendo só terminado devido à intervenção de militares da GNR.

Presente a primeiro interrogatório judicial, o juiz de instrução criminal determinou que o arguido aguardasse julgamento em liberdade, condicionada ao termo de identidade e residência, e proibição de contactar por qualquer meio com a vítima e de “frequentar e/ou permanecer em qualquer espaço em que a mesma se encontre, incluindo a sua residência”.

Fonte da GNR adiantou que arguido e vítima têm idades entre os 45 e 50 anos.