O Tribunal de Famalicão deixou em liberdade o homem detido, na passada terça-feira, pela Polícia Judiciária por suspeitas de violar uma jovem de 14 anos. Ficou sujeito a apresentações semanais e proibido de contatar a vítima. Seis horas depois, segundo avança o «Jornal de Notícias», o suspeito deu entrada nas urgências do hospital de Famalicão, por alegada agressão.

Ainda de acordo com a mesma notícia, o suspeito apresentou na GNR de Joane, uma queixa «por agressão» contra desconhecidos e pediu proteção policial.

A alegada violação terá acontecido no passado dia 2 de Setembro. A jovem seguia numa estrada quando foi «violentamente arrastada» para o interior de um campo de milho, onde acabaria por ser violada. O detido já estava referenciado pelas autoridades locais por situações de assédio e tentativas de abuso sexual de outras jovens e mulheres.

A sua libertação por parte do tribunal indignou a população e foi feito um apelo à «justiça popular» nas redes sociais, juntamente com uma fotografia do suspeito.