Um homem que violou a sobrinha de nove anos, no Porto, em 2017, foi hoje condenado a seis anos de prisão pelo Tribunal São João Novo, no Porto.

O crime, que sucedeu em casa da avó da menor, no Porto, aconteceu de janeiro a maio do ano passado.

O tio, de 43 anos, jardineiro de profissão, aproveitava os momentos em que a sobrinha ficava em casa da avó, para a mãe ir trabalhar e ela não ficar sozinha em casa.

Dado tratar-se de crimes sexuais, o julgamento decorreu à porta fechada.