A Polícia Judiciária informou esta quarta-feira que foram aplicadas como medidas de coação a um homem acusado de ao longo de vários anos ter abusado sexualmente da enteada a «saída imediata» de casa e a «proibição de contactar» com a vítima.

Esta tarde a Diretoria do Norte da Polícia Judiciária (PJ) informou, em comunicado, ter detido um homem, de 45 anos, residente em Gondomar, acusado de abusar durante vários anos da filha da companheira.

Ao início da noite, fonte da PJ informou que o homem ficou proibido de contactar com a enteada e terá de sair imediatamente de casa.

O homem está sujeito, ainda, a apresentar-se periodicamente junto do Órgão de Polícia Criminal (OPC) competente.