A GNR apreendeu a arma de fogo que um militar daquela força, numa altura em que estava fora de serviço, terá empunhado durante um “desentendimento” na via pública registado nesta quarta-feira em Atiães, Vila Verde.

Fonte do Comando de Braga da GNR disse à Lusa que a arma apreendida era “pessoal” e não de serviço.

A arma foi apreendida e os factos vão ser participados ao Ministério Público”, acrescentou.

A fonte não adiantou os motivos do “desentendimento”, registado a meio da manhã de hoje, indicando apenas que quando a GNR chegou ao local encontrou “um grupo de três ou quatro pessoas de um lado e o militar do outro”.

“Os intervenientes foram identificados e o caso segue para o Ministério Público”, sublinhou.