Um bombeiro dos Voluntários de Vila Verde será suspenso por 60 dias por ter praticado atos sexuais no quartel e na ambulância.

Segundo fonte da corporação disse à Agência Lusa, durante este período, o bombeiro ficará sem vencimento e não poderá entrar no quartel.

O processo disciplinar teve origem em denúncias que davam conta de que o bombeiro tinha relações sexuais no quartel e numa ambulância que terá levado até ao Gerês.

O comandante dos Bombeiros Voluntários de Vila Verde, José Lomba, recusou comentar o caso.