Uma pessoa morreu e duas ficaram feridas num acidente com um andor da procissão da Nossa Senhora da Pena, em Mouçós, Vila Real. ​O comandante dos bombeiros da Cruz Verde disse à Lusa que as duas pessoas, uma das quais atingida pelo andor, ficaram com ferimentos ligeiros.

O acidente aconteceu por volta das 12:30, durante os preparativos para a procissão que ia realizar-se esta tarde na localidade. O andor acabou por tombar e cair em cima de um homem de 61 anos, que acabou por morrer.

O alerta foi dado às 12:46 e no local está a equipa da Viatura Médica de Emergência e Reanimação VMER) de Vila Real, os bombeiros da Cruz Verde e a GNR.

Andor poderá ter caído devido ao vento


O comandante dos bombeiros da Cruz Verde disse que poderá ter sido o vento que provocou a queda do andor na Senhora da Pena, Vila Real, que levou à morte de um homem de 61 anos.

Miguel Fonseca referiu que a vítima mortal é de Viseu e terá vindo participar naquela que é das maiores romarias da região transmontana.

O acidente terá ocorrido, segundo o responsável, devido ao vento e que terá tombado um dos andores da procissão, o segundo maior, a seguir ao da Senhora da Pena, a maior atração desta romaria.

Durante a manhã fez vento e choveu na região de Vila Real. O homem estaria a ver os andores quando foi atingido.

Miguel Fonseca disse ainda que a mulher da vítima ficou em choque e foi transportada para a unidade de Vila Real do Centro Hospitalar de Trás-os-Montes e Alto Douro.

A Senhora da Pena é a maior romaria da região e é conhecida por ter um dos maiores andores do país, que chega a ultrapassar os 20 metros, pesa cerca de duas toneladas e precisa de, pelo menos, 80 homens para o transportar.

Durante a manhã estariam a ultimar os preparativos para que a procissão que, tradicionalmente, é feita à tarde.
 

Procissão mantém-se mas só com andores mais pequenos


A Comissão de Festas da Senhora da Pena, Vila Real, decidiu manter a procissão mas apenas com os andores mais pequenos.

O vereador do pelouro da Proteção Civil, Carlos Silva, disse à agência Lusa que, depois de reunir, a Comissão de Festas decidiu manter a procissão, agendada para as 17:30, mas apenas com os andores de menor dimensão.

A procissão tem um percurso de um quilómetro à volta da capela e costuma ser composta de 12 andores, o maior da Senhora da Pena e mais 11 correspondentes às aldeias da Freguesia de Mouçós que organizam esta festa.