A chuva vai regressar a todo o país a partir de terça-feira, prevendo-se também uma subida das temperaturas mínimas, devido à passagem de superfícies frontais, disse à agência Lusa a meteorologista Maria João Frada.

«Vamos ter uma mudança significativa de cenário. A partir de terça-feira e até pelo menos dia 16 [sexta-feira] vamos ter a passagem de superfícies frontais de atividade fraca a moderada e, por isso, teremos precipitação», adiantou a meteorologista do Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA).

De acordo com Maria João Frada, hoje prevê-se céu muito nublado ou limpo, haverá neblinas ou nevoeiros no nordeste transmontano e na beira alta e nas regiões do interior mais a sul.

«De um modo geral, hoje o sol vai brilhar com temperaturas agradáveis. As máximas vão variar entre os 14 e os 16 graus Celsius, mas no interior não ultrapassam os 4 a 5 graus. As temperaturas mínimas serão negativas no interior norte e centro na ordem dos 0 a -2 graus e a variar entre os 4 e 7 graus no resto do país», explicou.

Segundo a meteorologista do IPMA, na terça-feira ocorre uma «mudança significativa» do estado do tempo.

«O anticiclone que nos tem afetado começa a deixar de se fazer sentir e a sua influência começa a baixar em latitude, permitindo a passagem de ondulações frontais (...). Na terça-feira teremos já precipitação no Minho e Douro litoral que vai estender-se gradualmente às restantes regiões do norte e centro e no final do dia no alto Alentejo», afirmou.

Maria João Frada adiantou que, além da precipitação, está prevista uma pequena subida da temperatura mínima, mas que, apesar disso, estas serão baixas nos locais com formação de geada.

Vila Real e Bragança sob aviso laranja devido ao nevoeiro

Os distritos de Vila Real e Bragança estão sob aviso laranja, o segundo mais grave de uma escala de quatro, devido à previsão de nevoeiro persistente, informou o Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA).

De acordo com o IPMA, os distritos de Vila Real e de Bragança estão sob aviso laranja devido à previsão de nevoeiro persistente em alguns locais, nomeadamente nos vales, onde será gelado e com formação de sincelos.

O aviso laranja para estes dois distritos entrou em vigor à 01:00 e termina às 15:00 desta segunda-feira.

O IPMA colocou também os distritos de Viana do Castelo, Braga, Porto, Aveiro, Coimbra, Leiria e Lisboa sob aviso amarelo, o terceiro mais grave de uma escala de quatro, devido à previsão de agitação marítima, prevendo-se ondas de noroeste com 4 a 4,5 metros.

O aviso amarelo para estes sete distritos do continente está em vigor desde as 01:00 e até às 18:00 desta segunda-feira.

O aviso laranja corresponde a uma situação meteorológica de risco moderado a elevado, enquanto o amarelo é emitido pelo IPMA sempre que existe risco para determinadas atividades dependentes do tempo.

O IPMA prevê para hoje no continente céu pouco nublado ou limpo, aumentando temporariamente de nebulosidade por nuvens altas na região sul e tornando-se geralmente muito nublado no litoral a norte do cabo Mondego para o final do dia.

A previsão aponta também para vento em geral fraco do quadrante leste, soprando moderado nas terras altas do norte e centro até ao início da manhã, rodando para o quadrante sul no litoral a norte do cabo Mondego a partir do final da tarde.

Está também prevista neblina ou nevoeiro matinal nas regiões do interior norte e centro, que poderá persistir ao longo do dia em alguns locais do nordeste transmontano, formação de geada nas regiões do interior e pequena descida da temperatura máxima nas regiões do interior norte e centro, que será significativa em alguns locais do nordeste transmontano.

Quanto às temperaturas, em Lisboa vão variar entre a mínima de 7 e máxima de 14 graus Celsius, no Porto entre os 7 e os 15, em Bragança entre os -2 e 5, em Vila Real entre 1 e 7, na Guarda entre 0 e 9, em Castelo Branco entre 5 e 13, em Évora entre 4 e 16, em Beja entre 5 e 18 e em Faro entre 8 e 18.

Para a Madeira, o IPMA prevê céu com períodos de muita nebulosidade, apresentando-se geralmente muito nublado até meio da manhã, vento moderado de nordeste, soprando forte e com rajadas da ordem de 60/70 quilómetros/hora nas zonas montanhosas até ao final da manhã, e sendo fraco nas vertentes sudoeste da ilha.

No Funchal as temperaturas vão variar entre os 15 e os 19 graus.

Nos Açores prevê-se céu geralmente muito nublado. Descida da temperatura do ar a partir da tarde, períodos de chuva durante a madrugada e manhã, passando a aguaceiros fracos e vento sudoeste moderado.

Em Ponta Delgada as temperaturas vão oscilar entre os 14 e os 17 graus e em Angra do Heroísmo e Santa Cruz das Flores entre os 12 e os 16.