A forte chuva que, este domingo de madrugada, se abateu sobre Vila Real de Santo António (VRSA) causou o rebentamento de um coletor de esgotos, obrigando ao corte de trânsito num troço da Estrada Nacional (EN) 122.

De acordo com fonte da autarquia citada pela Lusa, o corte da circulação naquele troço da estrada, que liga a cidade a Castro Marim e é atravessado pela linha férrea, obrigou ao desvio do trânsito para a avenida marginal, situação que deverá manter-se, pelo menos, até segunda-feira.

A rutura do coletor, que entrou em sobrecarga devido ao excesso de caudal, provocou fissuras no piso de alcatrão, alagando aquela área, o que obrigou à interdição da circulação automóvel, disse à Lusa fonte da Águas do Algarve, responsável pelos sistemas multimunicipais de abastecimento de água e de águas residuais da região.

Técnicos da empresa vão agora proceder à abertura de uma vala no local, para averiguarem as causas exatas da rutura, sendo que a circulação naquele troço só deverá ser reposta depois de a empresa concluir os trabalhos, o que deverá acontecer na segunda-feira, estimou a mesma fonte.

Fonte do município adiantou que o trânsito começou a ser desviado às primeiras horas da manhã, após a forte chuva que atingiu a cidade, cerca das 06:00.

O município, que já estava em alerta devido às previsões de forte precipitação, ativou durante a madrugada o plano de prevenção da autarquia, promovendo a drenagem mecânica das águas da chuva para evitar que o sistema entrasse em sobrecarga.