O Ministério Público acusou um homem de 21 anos, residente em Vila Nova de Gaia, por agredir fisicamente e verbalmente os pais, já idosos, e uma irmã, anunciou hoje a Procuradoria-Geral Distrital (PGD) do Porto.

Os episódios de violência doméstica ter terão acontecido, pelo menos, desde 2011 a 2015, referiu.

O arguido, em prisão preventiva – medida de coação mais gravosa -, está acusado de violência doméstica, coação agravada, perturbação da vida privada e ameaça agravada.

A PGD revelou ainda que o arguido vivia na casa dos pais com a irmã e dependia, financeiramente, deles.

“O arguido, quando os progenitores não lhe acataram os desejos, lançou contra o chão ou contra as janelas objetos integrantes do recheio da habitação, socou e pontapeou o pai e a mãe, rebentou a pontapé a porta de divisões da casa onde estes se refugiaram para lhe fugir e continuou a procurar forçar a entrada na habitação mesmo depois de ter sido expulso desta pelos pais”, salientou.