parcialmente destruída por um incêndio

Em comunicado, nota a Lusa, a empresa esclarece que “os trabalhadores desta unidade começam a laborar amanhã, segunda-feira, às 08:00, uma parte na unidade de produção principal de produção da Barbot, em Canelas, e outra parte permanece na área da fábrica que não foi afetada pelo fogo”.

“A operação será assim retomada normalmente, sem afetar a produção”, sublinha a administração.

Acrescenta que a unidade da Barbot de Laborim representa 6% da produção da Barbot Portugal e 3% da produção total do grupo.

O alerta para um incêndio industrial numa das três unidades que a Tintas Barbot tem em Vila Nova de Gaia, distrito do Porto, foi dado às 16:20 de sábado.

Às 18:05, o incêndio foi dado como dominado pelo comandante dos Bombeiros Sapadores de Vila Nova de Gaia, Salvador Almeida, e cerca das 20:00 dado como extinto.