A GNR deteve esta quinta-feira em Vila do Conde seis pessoas a quem apreendeu 105 quilos meixão vivo destinado ao mercado asiático onde poderia atingir um valor de mais de 735 mil euros.

Em comunicado, a GNR esclarece que no decorrer de uma operação de fiscalização rodoviária, foi detetada “uma viatura com seis ocupantes que transportavam consigo meixão vivo, cerca de 420 mil espécimes, acondicionado em sacos de plástico com água e envolvidos em sacos térmicos, o que indiciou o tráfico destes espécimes”.

Realizadas algumas diligências, foi possível apurar-se que o meixão tinha como destino o mercado asiático, sendo enviado por via aérea, onde poderia atingir um valor de mais de 735 mil euros”, afirma.

Os indivíduos, com idades compreendidas entre os 35 e os 45 anos, tinham também na sua posse cerca de 10 mil euros, que foram apreendidos, assim como, a viatura em que se faziam transportar.

Durante as diligências foi ainda constatado que todos os detidos permaneciam no território nacional em situação irregular, os quais serão presentes hoje no Tribunal de Vila do Conde.

O meixão, por ainda se encontrar vivo, será restituído ao seu habitat natural.

A operação foi conduzida pela Unidade de Controlo Costeiro da GNR, através do Destacamento da GNR.