O corpo de um pescador de Vila do Conde que morreu num acidente de trabalho na Irlanda, vai ser trasladado para Portugal na quarta-feira, disse José Festas, presidente da Associação Pró Maior Segurança dos Homens do Mar.

O pescador, de 53 anos, natural da localidade de Caxinas, Vila do Conde, morreu na sexta-feira, após se ter desequilibrado e caído ao mar, quando lançava redes a bordo de uma embarcação irlandesa, onde trabalhava há alguns anos.

Os companheiros de tripulação, que se aperceberam de imediato do acidente, ainda conseguiram resgatar o corpo do mar, alguns minutos depois, mas já não a tempo de salvar o pescador, que contava com 40 anos de experiências nesta atividade.

José Festas disse à agência Lusa que tem estado em contacto permanente com as autoridades irlandesas.

Tenho falado diariamente com o embaixador de Portugal na Irlanda e ele garantiu-me que esta quarta-feira o corpo já deve seguir para Portugal, para que a família possa fazer as cerimónias fúnebres", disse José Festas.

O presidente da Associação Pró Maior Segurança dos Homens do Mar confirmou que a logística para a operação está "a ser bem tratada e articulada com os familiares".

O dirigente mostrou-se sensibilizado pelo esforço que as autoridades portuguesas e irlandesas têm feito para acelerar o processo da trasladação, mas lembra que "há procedimentos legais que tem de ser cumpridos, nomeadamente a autópsia".