Uma pessoa morreu, cinco ficaram gravemente feridas e outras 55 sofreram ferimentos ligeiros em 146 acidentes registados nas estradas nacionais no primeiro dia de 2014, de acordo com dados da Guarda Nacional Republicana (GNR), divulgados nesta quinta-feira.

No total dos dois dias da Operação Ano Novo (31 de dezembro e 1 de janeiro), a GNR registou 347 acidentes, menos dez que em igual período do ano passado, sete feridos graves (menos quatro) e 97 feridos ligeiros (menos 39), além de um morto, adiantou o coronel Barão Mendes à TVI.

No total das duas operações, de Natal e Ano Novo, a GNR registou 1.950 acidentes (mais 78), dos quais resultaram 12 mortos (igual número), 39 feridos graves (menos quatro) e 589 ligeiros (menos quatro).

Durante esta segunda fase, a operação da GNR esteve direcionada essencialmente para o controlo da condução sob a influência do álcool e de substâncias psicotrópicas, da velocidade e da não utilização dos sistemas de retenção (cintos de segurança).

Neste âmbito, foram detidos 147 condutores, 126 dos quais por conduzirem com taxa igual ou superior a 1,20 g/l de álcool no sangue.

Foram detetados 529 condutores em excesso de velocidade (de um total de 43.040 veículos controlados), 433 condutores com taxa de álcool superior à permitida por lei e 54 infrações relacionadas com a não utilização de cintos de segurança e sistemas de retenção para crianças.

Esta operação foi dividida em duas fases, que registaram um total de 1.950 acidentes (mais 78), com 12 mortos (igual número), 39 feridos graves (menos quatro) e 589 ligeiros (menos quatro).

Na primeira fase, que decorreu entre os dias 20 e 26 de dezembro, a GNR registou 1.603 acidentes de viação, que provocaram 11 vítimas mortais 32 feridos graves e 492 ligeiros.

Os números da GNR não incluem os acidentes e vítimas das áreas patrulhadas pela PSP nem as mortes ocorridas até 30 dias depois dos acidentes.

PSP regista quatro vítimas mortais durante Operação Festas Seguras

A PSP registou quatro mortos nas estradas no período da Operação Festas Seguras, entre 13 de dezembro 2013 e as 00:00 de 1 de janeiro de 2014, menos dois que no ano passado, disse à Lusa fonte policial.

«Este ano ocorreram mais acidentes, com mais feridos graves - 53 em relação aos 39 do ano passado, mas menos vítimas mortais [duas] que em 2013», disse à Lusa João Moura, porta-voz da PSP.

«Apesar das condições meteorológicas serem piores do que no ano passado, parece haver uma maior consciencialização na condução nas nossas estradas»,assinalou.

João Moura salientou ainda o facto de que um só acidente (em Évora na noite de natal) registou três mortos, situação que elevou o número de vítimas em relação ao ano anterior.

Segundo o porta-voz da PSP, a força de segurança irá fazer ainda hoje o balanço dos acidentes na área sob a sua jurisdição que ocorreram no último mês.