O funcionário de uma draga que estava a operar em Tavira está desaparecido desde quinta-feira à tarde.

O alerta foi dado pelo mestre da embarcação, que estranhou a ausência do homem que foi visto pela última vez enquanto esperava pela draga no areal.

Não há certezas de que tenha caído ao mar e as buscas prosseguem por via marítima e terrestre. No areal ficaram os chinelos, o telemóvel, um rádio e um maço de tabaco.

O homem de 45 anos é natural de Ovar e trabalhava nas obras de desassoreamento junto à ilha de Cabanas há uma semana.

Nas buscas participam a Polícia Marítima e o Instituto de Socorros a Náufragos e estão empenhadas duas lanchas, uma mota de água e uma moto-4.

A família do desaparecido já esteve no local e aguarda agora por notícias das autoridades.