A natalidade em Portugal está em queda e, este ano, pode constituir novo recorde negativo. As projeções da Associação Portuguesa de Demografia apontam para menos de 80 mil nascimentos, ou seja, menos 10 mil bebés do que em 2012.

A crise levou muitas famílias para o desemprego e fez atrasar a idade do primeiro filho. As mulheres que antes optavam por ter o primeiro bebé, ainda jovens, tem-no agora apenas aos 29 anos.

E se em 1980 tinham em média 2,25 filhos em 2012 o número caiu para apenas 1,26. A taxa de natalidade é mais alta que a média nacional em Lisboa, Algarve e Açores, já o Centro é a região que registou o valor mais baixo, fenómeno que se repete desde 2008.