A polícia espanhola deteve esta sexta-feira duas portuguesas no aeroporto de Madrid, com mais de um quilo de cocaína em cada uma delas, dissimuladas em duas perucas através de um método «muito elaborado e difícil de detetar».

As duas portuguesas, de 18 e 28 anos, foram apanhadas em separado, provenientes de dois voos diferentes, mas com origem na mesma cidade brasileira: São Paulo.

A droga estava escondida por baixo de uma peruca, com seis pequenos pacotes contendo 1,2 quilos de cocaína costurados e amarrados pelas tranças dos cabelos, com uma fita que os prendia à peruca, explicou o Ministério do Interior, em comunicado.

Segundo o Executivo espanhol, esta é «uma nova, difícil de detetar e sofisticada maneira de contrabandear drogas, devido ao realismo das perucas».

Os estreitos laços entre a Espanha e vários países da América Latina, suas antigas colónias, fazem deste país uma porta de entrada para a cocaína na Europa, e só em 2012 a Espanha apreendeu mais de duas toneladas de cocaína, mais de 40% do total desta droga apreendida na Europa.