Uma emigrante portuguesa foi assassinada no domingo em Nova Iorque, Estados Unidos, onde vivia há 16 anos.

Mónica Lino, de 36 anos, tinha dois filhos, que estão em Portugal de férias com a família.

Alcobaça em choque com morte de emigrante portuguesa

As autoridades já detiveram o principal suspeito, desconhecendo-se, para já, se se trata do namorado, uma relação recente.

Mónica Lino foi encontrada morta em casa, com um tiro na cabeça, e tudo indica que tenha sido assassinada.

A população de Farmingville, no estado de Nova Iorque, onde vivia há 16 anos, está em choque.

A mulher era viúva há quatro, depois de o marido se ter suicidado na sequência de uma depressão. Os dois filhos, de 12 e 9 anos, estão em Portugal a passar férias com a família.