Atualizado às 13:54

O Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA) colocou hoje a linha costeira dos distritos de Lisboa e de Leiria sob aviso vermelho devido a previsões de ondas que podem atingir os 7,5 metros.

De acordo com as informações disponíveis na página na Internet do IPMA, entre as 10:00 e as 14:00 de hoje as ondas na costa destes dois distritos podem atingir os 7,5 metros de altura, o que levou a acionar o aviso mais grave, previsto para situações meteorológicas de risco extremo, sendo aconselhável seguir as orientações da Proteção Civil.

Outros 15 distritos, sobretudo no norte e centro de Portugal continental, estão sob aviso laranja devido a previsões de vento, chuva, queda de neve e agitação marítima forte.

Os distritos de Santarém, Portalegre, Évora, Beja e Faro estão sob aviso amarelo, o menos grave da escala, por previsões de chuva e vento com rajadas que podem atingir os 110 quilómetros por hora.

A Capitania do Porto do Funchal emitiu, entretanto, um aviso de agitação marítima forte, pelo que aconselha os proprietários ou armadores de embarcações a tomarem precauções relativamente às mesmas, sobretudo na costa norte da Madeira.

A Autoridade Nacional de Proteção Civil (ANPC) emitiu o alerta amarelo para todos os distritos do continente entre as 08:00 de hoje e as 20:00 do dia de Natal devido à previsão de mau tempo.

«Face à presente previsão, a ANPC eleva o Estado de Alerta Especial, no nível amarelo, do Sistema Integrado de Operações de Socorro para o Dispositivo Integrado de Operações de Proteção e Socorro para todos os distritos entre as 08:00 de 24 de dezembro e as 20:00 de 25 de dezembro», lê-se num aviso à população.

A elevação do estado de alerta para o nível amarelo «pressupõe um incremento da monitorização e a intensificação, por parte do dispositivo de resposta, de ações preparatórias para eventuais intervenções».

Para hoje, o IPMA prevê uma subida da temperatura, sobretudo do mínima, e céu geralmente muito nublado e períodos de chuva, por vezes forte, passando a aguaceiros, que poderão ser fortes e de granizo, a partir do final da tarde nas regiões norte e centro.

Prevê-se ainda queda de neve, a partir do final da tarde, acima dos 1.500 metros, e acima dos mil metros ao final do dia.

O IPMA refere ainda condições favoráveis à ocorrência de trovoada, e ventos fortes, com rajadas que podem atingir os 100 quilómetros por hora a norte do Cabo Espichel.

Os primeiros estragos

Um painel de sinalização tombou na Via Norte, entre Porto e Maia, devido ao forte vento que se faz sentir na região, atingindo um carro e obrigando ao corte de trânsito naquela via, informou uma fonte da PSP.¿

Também nove pessoas ficaram desalojadas por queda de árvores em Gondomar e Matosinhos.

Até ao momento, a Autoridade Nacional de Proteção Civil contabilizou cerca de 600 ocorrências devido ao vento forte, a maioria relacionadas com a queda de árvores, concentradas sobretudo nos distritos de Viana do Castelo, Braga, Porto, Aveiro e Viseu.