Notícia atualizada às 19:48

Uma onda de grandes dimensões arrastou carros e provocou quatro feridos na zona da Foz do Porto, esta tarde, disse à Lusa fonte do Comando Metropolitano da PSP.

Foz do Porto: vídeo amador capta onda gigante

Proteção Civil emite alerta para ondas com 16 metros

De acordo com o INEM, os quatro feridos ligeiros sofreram «pequenas escoriações». Uma outra pessoa ficou em estado de hipotermia.

Os feridos, dois homens, de 63 e 73 anos, e de duas mulheres, de 64 e 65 anos, foram transportados para o Hospital de Santo António, indicou o INEM. O caso de hipotermia não precisou de ser hospitalizado.

Um autocarro panorâmico com turistas que se encontravam no topo da viatura também foi visado pela onda, mas os passageiros saíram ilesos.

Autoridades socorrem 12 jovens na praia de Quarteira

Póvoa de Varzim: ondas de nove metros causam danos em estabelecimentos

Mar invade praça central de São Pedro de Moel

Frente marítima de Espinho cortada ao trânsito devido ao estado do mar

Mar galgou paredão da Costa da Caparica

Ondulação fez estragos em Carcavelos

Mar violento provoca estragos em praias de Sintra

Onda arrasta carros e corta estrada na Foz do Arelho

Mar em Peniche danifica barcos

Segundo o comandante da capitania do Douro, Raul Risso, apesar da «situação de alerta vermelho», esta terá sido «uma situação atípica, que não se pode considerar de onda gigante», ainda que este tipo de situações seja «sempre um processo dinâmico», pelo que a Marinha está já a tomar medidas para que não se repita de imediato.

O comandante da capitania do Douro alertou ainda para o mau tempo que deverá fazer-se sentir ao longo da noite, chamando a atenção para «as zonas que tenham habitações junto à costa, que normalmente estão mais expostas».

Uma das pessoas surpreendidas pelas ondas, Mário Vieira, de 60 anos, disse à Lusa que foi «de imediato envolvido pela onda» quando se encontrava dentro da viatura de um amigo, que prontamente pôs o carro em marcha atrás.

«O carro desligou-se imediatamente, porque é um carro eletrónico, ficámos imobilizados, vimos pessoas a ser arrastadas e atiradas pela água e vimos uma molhada de carros a bater uns contra os outros junto ao Castelo [do Queijo], tipo efeito dominó», descreveu Mário Vieira, para quem tudo terá acontecido «num espaço de dez, quinze segundos».

A marginal da Foz do Porto vai ficar cortada ao trânsito até às 10:00 de terça-feira, disse à agência Lusa o vereador da Proteção Civil.

Manuel Sampaio Pimentel adiantou que até essa hora irão ser avaliados os danos e vai ser limpa a via da areia e dos detritos transportados pelo mar.