Cerca de um quarto das 200 casas de Carapelhos, no concelho de Mira, Aveiro, foram assaltadas nos últimos vinte dias. Numa só numa noite e numa única rua, foram assaltadas nove habitações da aldeia.

A aldeia pacata aldeia está em polvorosa. A maioria das casas assaltadas pertencem a emigrantes, chamados à pressa para tomarem conta dos estragos.

Os assaltantes arrombam, estragam e levam tudo o que podem. Limpam tudo sem problemas de tempo e sem escrúpulos. Que o diga Rosa Santos, de 86 anos, que acordou com o barulho de ladrões dentro de casa. Seriam quatro, encapuzados, falavam português e só queriam dinheiro ou ouro.

Entre os mais idosos já se mandam tapar janelas e reforçam-se portas e portões.