Notícia atualizada

Os dois sequestradores do médico de Arcos de Valdevez escaparam armados à polícia. Após alegados levantamentos de dinheiro com os cartões bancários de António Veloso, deixaram o português em Ponteareas, num sequestro que durou mais de 20 horas. A informação é avançada pelo jornal «Voz da Galicia», que adianta o roubo na ordem dos 400 euros, segundo terá contado o médico a vizinhos. Outra versão indica que, já na Galiza, dirigem-se ao multibanco para levantar dinheiro dos cartões do médico mas, António Veloso terá dado códigos falsos.

O jornal galego indica que o sequestro do médico não terá sido premeditada nem consequência de qualquer conhecimento pessoal anterior. António Veloso estava, aparentemente, no local errado, à hora errada e terá sido vítima de carjacking do Mercedes Classe S.

Esta é a principal hipótese a justificar o sequestro, o roubo da sua viatura com recurso a arma de fogo e com o proprietário lá dentro, quando o médico António Veloso saia do supermercado Pingo Doce, em Arcos de Valdevez, a 50 km de Tui. A polícia portuguesa não descarta um terceiro envolvido.

Até ao momento, as polícias portuguesa e espanhola têm concentrado cerca de duas centenas de agentes nas buscas pelos suspeitos, incluindo o recurso a helicópteros e com vigilância mais apertada nas pontes internacionais e municípios mais próximos.

De acordo com o «Voz da Galicia», os suspeitos tinham roubado um Renault Clio em Paredes de Coura, pelas 17:30 de quinta-feira, no qual seguiram para Valença. Aí roubaram um Fiat Stylo, seguindo para Arcos de Valdevez. Aí subiram a gama dos roubos e levaram, por carjacking, o Mercedes Clase S do médico português.

A Guardia Civil espanhola difundiu na sexta-feira, através das redes sociais, fotos dos dois homens considerados perigosos, apelando à população para participar às autoridades se os avistarem.

Na mensagem, a polícia informava que os dois suspeitos, ambos espanhóis são «muito perigosos». Um dos homens alegadamente envolvido neste alegado crime de carjacking e sequestro é perito em fugas. Saturnino Marcos Cerezo Cancelas, mais conhecido por «Canceliñas». Com um longo cadastro, já conseguiu escapar às malhas das autoridades várias vezes.

No mesmo dia em que levaram o médico junto com o carro de alta cilindrada, furtaram duas viaturas em Portugal que acabaram por abandonar e «trocar» pelo Mercedes do médico de Arcos de Valdevez. «Canceliñas» também é suspeito de ter baleado duas pessoas do lado espanhol da fronteira, numa série de assaltos que fez a postos de combustíveis.

O segundo homem não tem registo criminal, mas Álvaro Miguel dos Santos Barbosa é um toxicodependente, relata a «Voz da Galicia».