Notícia atualizada às 13:12

As estradas da zona da Guarda que estavam fechadas ao trânsito devido à neve foram reabertas pelas 12:00, exceto as do maciço central da Serra da Estrela, disse à agência Lusa fonte da GNR local.

De acordo com a fonte do Comando Territorial da GNR da Guarda foram reabertas à circulação automóvel os troços da Estrada Nacional (EN) 18 entre Benespera e Guarda e da EN 18-1 que liga Vale de Estrela (Guarda) a Manteigas.

Naquelas duas vias e na EN 16, entre Pínzio (Pinhel) e Porto da Carne, e no Itinerário Principal n.º5 (IP5), na ligação Alvendre - Porto da Carne, as autoridades recomendam «precauções aos condutores» devido à queda de ramos de árvores para a via e à acumulação de neve e de gelo.

O Comando Territorial da GNR da Guarda apela aos condutores que circulem com cuidados redobrados, indicando que tem no terreno cerca de dez patrulhas de militares para apoio aos automobilistas.

As escolas da Guarda não abriram esta segunda-feira por causa da queda de neve, anunciou a Câmara Municipal local em comunicado. A autarquia refere que, «após três horas de precipitação de queda de neve intensa, tomou a decisão de mandar encerrar todos os estabelecimentos de ensino do concelho».

Estradas cortadas em Viseu

A queda de neve continuava ao início da tarde a obrigar ao corte de três estradas no distrito de Viseu, mas na A24 a circulação já foi normalizada. «Na (autoestrada) A24 a circulação, apesar de nunca ter sido cortada, esteve muito condicionada e só circulavam carros atrás do limpa-neves. Mas, neste momento, as duas vias já estão livres», explicou, recomendando, no entanto, precaução aos condutores.

Segundo a mesma fonte, mantêm-se cortadas as estradas nacionais 2, na zona de Bigorne (Lamego) e 321, em Faifa (Castro Daire) e em Tendais (Cinfães). A terceira estrada fechada é a municipal 553, entre Felgueiras e Resende.

De acordo com o Comando Distrital de Operações de Socorro de Viseu, ao início da manhã vários concelhos estavam a ser afetados pela neve, nomeadamente os de Tabuaço, Armamar, Lamego, Castro Daire, Tondela (na Serra do Caramulo), Vila Nova de Paiva, Armamar e Penedono.

A mesma fonte referiu que a neve não obrigou ao encerramento de escolas, apesar de alguns alunos não terem ido às aulas. «Em Castro Daire não foram às aulas alunos da freguesia de Gosende. Em Resende, a Câmara hoje não assegurou os transportes escolares, mas os pais que puderam levaram os filhos à escola», explicou a mesma fonte.

Escolas fechadas em Montalegre, Bragança e Alfândega da Fé

A queda de neve em Montalegre obrigou ao fecho de escolas por não estarem reunidas as condições de segurança para os transportes escolares circularem, informou à Lusa o comandante dos bombeiros.

A neve que cai no distrito de Bragança impediu o transporte escolar dos alunos de algumas aldeias junto às serras em Bragança e Alfândega da Fé, segundo as autoridades locais. As crianças das zonas rurais junto às serras de Bornes, em Alfândega da Fé, e de Montesinho, em Bragança, ficaram em casa, embora todas as escolas estejam a funcionar, porque os transportes não conseguiram fazer os percursos devido à neve, informaram as autarquias.