A GNR esclareceu à agência Lusa que a criança de 13 anos que hoje morreu num acidente rodoviário junto à aldeia de Valverde, concelho de Mogadouro, conduzia a viatura todo-o-terreno propriedade do pai.

Segundo disse à Lusa fonte da GNR, o rapaz seguia ao volante da «pick-up» quando, à entrada da localidade de Valverde, se terá despistado e embatido numa laje de granito, capotando de seguida.

«Após uma investigação mais aprofundada, a GNR apurou que seria o menor que conduzia a viatura e circulava sozinho», revelou a fonte.

De acordo com o primeiro sargento Leonel Pires, da GNR de Mogadouro, «a situação foi confirmada pelo pai do adolescente a militares da GNR algumas horas após o acidente», contrariando uma primeira versão segundo a qual seria o progenitor a conduzir o veículo.

Os bombeiros assistiram a vítima no local, mas o adolescente «não resistiu aos ferimentos, acabando por morrer já no Serviço de Urgência Básica do Centro de Saúde Mogadouro», relataram fontes policiais.

No local do acidente esteve uma equipa dos bombeiros de Mogadouro, apoiada por uma ambulância, e a GNR local tomou conta da ocorrência e está a desenvolver a investigação sobre em que circunstâncias decorreu o acidente.