O ministro da Saúde anunciou nesta quarta-feira que o orçamento da Saúde vai crescer em 2015, em relação ao ano presente, não revelando o valor deste crescimento.

Paulo Macedo falava na Comissão Parlamentar de Saúde, onde está a ser ouvido a pedido do PCP, tendo feito esta revelação, escreve a Lusa, durante uma resposta ao deputado do Bloco de Esquerda, João Semedo, sobre as contas do setor.

«A saúde tem de ser protegida», disse o ministro, lembrando que nos últimos anos se tem registado um reforço financeiro neste setor.

«Há muito mais dinheiro para a saúde do que o que foi retirado», afirmou Paulo Macedo, lamentando, contudo, que «este dinheiro é infelizmente para pagar dividas e o que herdámos».