O Tribunal de Família e Menores de Sintra ordenou o internamento compulsivo numa instituição, onde terá acompanhamento psiquiátrico, do jovem que esfaqueou na segunda-feira quatro pessoas numa escola em Massamá, revelou o advogado do menor.

Massamá: aluno tinha plano de massacre para 60 pessoas

De acordo com Pedro Proença, que falou aos jornalistas à saída do tribunal, o jovem, de 15 anos, vai ficar internado durante 90 dias. Durante esse tempo, será feita uma avaliação ao seu estado psíquico.

O advogado revelou, ainda, que o jovem estudante mostrou arrependimento.

O menor esteve hoje no tribunal durante cerca de seis horas, depois de ter passado a noite nas instalações do Comando Metropolitano de Lisboa.