O jornalista da TVI Mário Gouveia está na zona mais afetada pelo temporal desta madrugada na Madeira. Em Porto da Cruz, «os terrenos vieram pela encosta abaixo até à principal via rodoviária».

No entanto, «não se confirma que algumas pessoas foram arrastadas pela água». «Naquela ânsia de fugir, algumas pessoas escorregaram e caíram, mas nada de especial».

O repórter contou que «a situação foi bastante complicada durante a noite», mas está agora «mais calma».

Há pelo menos «uma casa bastante danificada», tendo «uma família sido realojada em casa de familiares».

A Proteção Civil e os trabalhadores da Câmara já estão a realizar operações de limpeza, a chuva parou e «as pessoas regressam a casa para verificarem os danos».

Nota-se «alguma instabilidade em algumas habitações», mas ainda não se sabe que risco correm de ruir.

«Entre as 22:00 e as 4:00, caiu quase tanta chuva como no 20 de fevereiro de 2010 no Funchal», relatou, lembrando a tragédia que matou 42 pessoas na ilha.